Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 27 de janeiro de 2018

mergulho; como rede

Qual melhor isca para pescar memorias-desejos-afetos africanos que foram jogados no mar? meu corpo negro-bixa. Sou isca, rede, anzol. Tenho pescado aquilo que não sei sobre os povos bantos e malês. O que se perdeu ou se multiplicou no deslocamento. Me corporifico na pesca de minha ancestralidade que foi jogada no oceano; mas não só naufragou, também se expandiu.Virou água salgada que me refresca do calor provocado pelo racismo misógino. Eu vivo a terceira diáspora, sou cidadã do atlântico poliglota; atlântico negro.






mergulho; como rede (2) from Castiel Vitorino on Vimeo.