Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Estou me costurando

Fui convidada para participar da edição Identidade da revista Cartola Mag . Produzi um texto ético-poético sobre meus processos identitários, o titulei "Estou me costurando". Nele, denuncio os mecanismo que precarizam meu corpo negro-bixa. E discorro sobre meus movimentos de ataque à essas relações que me subalternizam.
Logo abaixo, há um trecho de minha contribuição. Leiam completo em:https://issuu.com/cartolam…/docs/cartola_mag_-_identidade/62
"E eu costuro em mim, feminilidades marginalizadas, deslegitimadas, exterminadas, ridicularizadas, questionadas por serem corporificadas em corpos que ocupam o lugar da precariedade, no sistema de raça. Há em mim fragmentos de mulheres negras, indígenas, travestis, transexuais e também bixas pretas não-binárias. Costuradas em minha pele estão Madame Satã e a dançarina Lacraia. Sou apenas uma pele feminina do terceiro mundo, exportada como a mercadoria mais barata do mercado? Não!. Reivindico-me enquanto pele feminina autônoma, sou capitalistamente inegociável, sou impagável, sou imensurável. Eu sobrevivo de trocas e não de compras. Troco bons afetos, numa tentativa de criar uma rede mundial de confiança. Segurança. Respeito."