Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Arte: Renato Cunha

Eu estava sofrendo de abstinência. Não usava a tag "ARTE" à meses. Desde então, venho revirando sites em busca de ilustradores, pintores, designers e etc. Fiquei um pouco desmotivado, pois em todas as pesquisas em que eu usei a palavra "ARTE/ART", o google me sugeriu assistir o novo clipe da Lady Gaga, ou ouvir o novo disco da mesma. 

(Antes que os Little Monsters me façam uma macumba online, quero dizer que eu não odeio a Gaga, até ouvir o ARTPop ( e adoro Gypsy), mas a questão é que eu procurava algo fotográfico, e não sonoro. E mesmo ela tendo tentado juntar essas duas coisas em seu último trabalho, ela não me agradou o suficiente para que eu cria-se um texto explicando o porque desse contentamento.)  

...

O designer/ilustrador Renato Cunha, de 32 anos, é formado em publicidade e propaganda, trabalha em uma agência de marketing digital e cria trabalhos independentes em seu blog pessoal.  As ilustrações que ali são postadas,  podem ser compradas estampadas em camisetas, canecas, cases para iPhone e bolsas (entre outros produtos). Os artistas ali retratados vão de Madonna à Clarisse FalcãoHugh Laurie à Camila Pitanga
Renato laçou algumas ilustrações esse ano. Separei as que eu mais gostei. Mas confiram o trabalho completo aqui










quarta-feira, 9 de abril de 2014

Instagram + Música + Para Amar + Para se inspirar + Clipes Fashions: Banda Uó

(a edição dessa foto foi feita pelo dono desse blog)

Em um país onde a grande maioria das pessoas dizem que ser brega é sinônimo de mau gosto visual e musical, existem algumas regiões em que esse termo é entendido de uma maneira diferente. A Banda Uó, nasceu em um desses "apocalíticos" cenários fashions. Ela faz parte de um grupo de artistas que veio  para mostrar que tal "desastre" cultural, não é tão danoso quanto o preconceito que envolve esses movimentos artísticos.

O trio que tornou-se famoso através de versões tecnobregas de sucessos da música pop norte-americana - Whip My Hair, por exemplo-, consolidou sua criatividade apresentando canções compostas pelos seus próprios  integrantes, resultando no lançamento de dois EP's e um álbum de estúdio. Porém, a fonte criativa desses indivíduos não molhou apenas suas composições. Ela também imundou a identidade visual desses três (fato que reflete diretamente em seus videos clipes), deixando com sede aqueles que disseram "dessa água eu não beberei".

A Banda Uó (junto com outras bandas semelhantes), é um grupo em que eu torço para que seu sucesso ultrapasse, principalmente, as fronteiras preconceituosas brasileiras, que separam o "bom" do "ruim". A cultura brega não é melhor que qualquer outra, mas ela faz parte de um conjunto discriminado. Ao meu ver, esses não precisam de uma grandiosa aprovação do povo brasileiro, mas necessitam que o mesmo veja essa opção como algo normal. O gostar é tão natural quando o não gostar, absurdo mesmo é criar justificativas ignorantes para dizer que apenas uma dessas opções é a certa. 










sexta-feira, 4 de abril de 2014

Para se inspirar

Tirei algumas fotos. Editei algumas e resolvi posta-las. 

  Essa foto eu tirei quando eu estava sem saber o que fazer no cinema, completamente perdido, porque cheguei atrasado e não consegui comprar o ingresso para assistir "Entre Nós". Fiquei muito decepcionado, com os olhos cheio de lágrimas. Dai resolvi caminhar sem direção por aquele ambiente super lotado e com um forte cheiro de pipoca, tentando pensar em uma solução, quando me deparei com esse cartaz. Eu fiquei paralisado e comecei a rir da maneira mais tosca que existe. Sonho com o projeto desse filme antes mesmo dele ter sido criado. Estou muito ansioso para assisti-lo.  Já passei horas e horas da madrugada assistindo o curta-metragem que serviu como inspiração para esse filme acontecer. 

 Resolvi fazer algumas pulseiras.

 Resolvi tirar uma foto antes de sair.

Passei por essa casa e fiquei triste, pois parece que ela está abandonada. Porém muito conservada. O que me faz pensar que o antigo dono não é tão antigo assim. Ou ele ainda continua sendo o dono, mas por algum motivo perdeu a vontade de fechar as portas de sua casa. Morro de vontade de entrar nela, mas fico com medo de ser acusado por invadir uma propriedade ou ser mordido por um cão. 

 Comprei esse cordão no Aliexprees, junto com alguns outros acessórios. 

Tirei essa foto de uma revista de moda. Acho que era uma VOGUE. A revista não era minha, e o dono ficou um pouco raivoso quando me viu folheando sua revista sem pedir sua permissão. Sorte minha é que eu tirei a foto dessa página antes dele demonstra seu ciúme. 

 Achei esses baús em uma loja. No dia eu não comprei, e desde então eu oro todas as noites para que eles ainda estejam lá quando eu voltar. 

 Comprei esses cordões em um brechó.

 Esses são os anéis que eu comprei no Aliexprees. 

Essa foi uma combinação que eu fiz para o natal. Fotografei e esqueci de postar aqui no blog. Adoro a mistura desses dois colares. 

Avistei esse sapato na "vitrine" de um lugar onde se faz conserto de sapatos (sapataria ?). Perguntei ao moço quanto que era, o preço estava legal então resolvi levar.  Aos poucos fui me apaixonando por ele
Ainda estou na dúvida se compro ou não essa calça. Por isso resolvi tirar um foto no provador para analisar melhor.