Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Para Amar: Cut out Boots

Causando a discórdia no cenário da moda e destruindo laços fashions, a nova bota da marca  Balenciaga, assim como os modelos inspirados nelas, provocou um verdadeiro alvoroço. Existem aqueles que odeiam elas, como há os que a amam. Estou entre os integrantes do segundo grupo, e isso certamente não é surpresa para ninguém.

O calçado que já foi confundido até mesmo com uma bota ortopédica é o mais novo divisor de águas da atual geração de fashionistas. Os que possuem um pesamento ligado à ideias conservadoras afirmam que ela é ridícula, difícil de fazer combinações, imagem e semelhança de uma pessoa louca e acima de tudo imoral. Paras eles essas botas não podem constituir uma identidade visual. Isso quando elas são consideradas calçados propriamente ditos. 

E do outro lado da moeda, o lado enferrujado ou rabiscado, estão os esquerdistas fashions que lutam contra padrões visuais, pregam a liberdade e incentivam a diferença. Eles adoram a vibe pesada que essa bota possui. Segundo esses, as botas são ousadas, modernas, combinam com quase tudo e quem discorda disso está completamente desatualizado, quem sabe até pode ser taxado como retrogrado. 
E além disso também existe um grupo de pessoas indecisas que estão avaliando os argumentos das duas partes. Me pergunto se da tanto trabalho assim ter coragem para odiar ou amar um calçado. 

Minhas opiniões vão de encontro com os amantes dessa bota, porém não sou radical. Respeito quem a odeia assim como quem não sabe se gosta ou desgosta, mesmo achando essa indecisão inaceitável.  A moda é uma mistura que contem inúmeros ingredientes, contudo nenhum está ligado à falta de personalidade, que reflete em sua insegurança na hora de comprar uma Calça Jeans Flare por exemplo. Dúvida é uma coisa, insegurança é outra.