Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 5 de outubro de 2013

Nova tag + apresentação: HARAJUKU?

Essa semana eu estava vasculhando minhas pastas em meu computador e achei uma com algumas fotos de uns jovens japoneses. Foi então que lembrei da minha vontade de fazer um post sobre o novo visual dessa galera. Essa lembrança me fez fechar o mais rápido possível a janela de meus documentos e abrir o navegador em busca de alguma coisa relacionada ao atual cenário da cultura jovem japonesa. 
Não digo que foi difícil achar sites e blogs relacionados a esse tema, porém não posso dizer o mesmo em relação ao descobrimento de materiais realmente uteis. Foi um trabalho árduo, cansativo, exaustivo e que no final resultou na criação de uma nova tag no blog; tag essa que virá acompanhada de cincos posts. 
Nesses posts irei falar de movimentos visuais - interligados com  os musicais - urbanos um tanto distintos, que porém se desenvolvem em um mesmo lugar; a Harajuku. 

Harajuku é o nome popular de uma área situada ao redor da Estação Harajuku, de Shibuya em Tokyo, Japão. Os jovens adoradores da industria da moda, que ali  frequentam, fizeram desse local um ponto de encontro; bem heterogênico por sinal. Quem visita esse bairro (?) tem o prazer que interagir diretamente com pessoas de diferentes tribos urbanas, como os adeptos ao vizual Key, Ouji Kei/Lolita, Gyaruo Kei, Decora Kei, Mori Girl, Cyber Kei e Fair Kei. Lá existe também os fans de cultura pop de meio cosplay  (anime, mangá e etc). Esse lugar é constituído por diversas ruas que por sua vez possuem varias boutiques de moda e produtos direcionados para o publico adolescente/joven da região. As roupas que são vendidas nessas lojas variam de um extremo para o outros; podem ser de grifes conhecidas (caras) ou de marcas independentes .Harajuko é um lugar que foi muito popular nos anos 90, que mistura de maneira harmoniosa todas as influencias e gêneros contidos no mundo da moda, incluindo o teatro, o senso de humor, a criatividade, as cores e a musica. E eu bem que queria passar  um sábado qualquer visitando todos os estabelecimentos desse lugar. Não me importaria me perder em uma daquelas ruas. 

"A coisa agradável sobre japoneses – e a moda Harajuku – é que ele não é um caso de lojas e marcas (como a Gap) ditando o que as pessoas usam, mas os adolescentes ditando o que as lojas vão começar a vender."